• Culturae Compendium

NÃO MAIS EU - Vicente Barbosa


Outrora girei a esmo

Como lua de mim mesmo

Num vácuo negro e sem fim.

Mas agora é bem diverso

O meu centro de universo

Não mais eu, mas Cristo em mim.


Eu sou? Serei? Tenho sido?

Confesso, não tem sentido

O em que me resumo enfim

Senão quando tal eu seja

Que ao olhar-me o mundo veja

Não mais eu, mas Cristo em mim.


Agora sim, minha vida

É digna de ser vivida

Eu vivo mesmo por fim,

Mudança total eu tive

Ao que fui morri e vive

Não mais eu, mas Cristo em mim.


Dr. Vicente Barbosa

Enasfecc

® 2018 por Culturae Compendium.